IPTU e Tributos Online Paulista

IPTU e Tributos IPTU por E-mail

Notícias

Saúde |

Paulista capacita profissionais de saúde no diagnóstico da Hanseníase

Qualificação é ministrada por médica especialista na doença 


A Secretaria de Saúde de Paulista em parceria com o Ministério da Saúde e Governo do Estado de Pernambuco está realizando até sexta-feira (29.07) uma qualificação teórico-prática sobre o teste rápido da Hanseníase. O curso ministrado pela médica especialista em  hansenologia, Dra. Mecciene Mendes, é voltado aos profissionais de nível superior da rede municipal de saúde, como: médicos(as), enfermeiros(as), fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. 


As atividades teóricas acontecem na sede da Faculdade de Saúde de Paulista (FASUP) durante os dois turnos. Já as aulas práticas, na Unidade de Saúde da Família, no Loteamento Conceição Chega Mais, e na Policlínica William Nascimento, no Janga.


DOENÇA - A hanseníase é uma doença comum no Brasil, com mais de trinta mil novos casos por ano.


 Uma bactéria chamada Micobacterium leprae (M.leprae) é a responsável pela doença.


A forma mais comum de contaminação acontece quando a bactéria penetra no corpo através das vias de respiração. 


Após isso, ela se dirige aos nervos, principalmente aqueles localizados na pele, onde começa a desenvolver a doença. As células de defesa identificam a bactéria, que se encontra dentro dos nervos e de outras células, e inicia uma reação para destruí-la.


Porém, a reação contra a bactéria também atinge o nervo e isto pode comprometer o funcionamento dos nervos e de outras partes do corpo, causando principalmente perda de sensibilidade. 


Por isso, os pacientes com hanseníase geralmente apresentam manchas na pele, com diminuição local da sensibilidade à dor, ao toque, ao calor e ao frio, além de diminuição da força. Alguns pacientes chegam a perder completamente a sensibilidade, ou seja, as áreas da pele ou nervo com a doença podem ficar anestésicas. 


A pessoa adquire a doença quando convive, durante muito tempo, com outro indivíduo que possui a doença. Mesmo assim, somente uma pequena parcela das pessoas que entram em contato com o M. leprae desenvolve a doença. 


Portanto, se você ou alguém do seu convívio possui alguma lesão na pele com diminuição local de sensibilidade, é importante procurar um médico. Muitas pessoas com hanseníase não sabem que estão com a doença


Após o diagnóstico a pessoa passa a tomar os medicamentos que são fornecidos gratuitamente na rede pública de saúde. O patologista tem papel importante no diagnóstico da hanseníase. É ele que examina as biópsias de pele ou de nervos de pacientes com suspeita de hanseníase, identificando a bactéria ou as alterações que são características da doença.


Imagens:

Arquivos:

  • Nenhum documento anexado.

Prime Brasil

COPYRIGHT © 2019 PREFEITURA DA CIDADE DO PAULISTA | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

PRAÇA AGAMENON MAGALHÃES, S/N — CENTRO, PAULISTA — CEP: 53401-441