IPTU e Tributos Online Paulista

IPTU e Tributos IPTU por E-mail

Notícias

Cultura |

Paulista, 1965-1975: a ditadura militar e a alta oferta de trabalho na indústria têxtil

 

Na primeira década do Golpe Militar no Brasil (1965 – 1975), o município do Paulista vivenciou um período considerado pelos historiadores como antidemocrático, quando os eleitores da cidade não tiveram a chance de escolher os seus próprios governantes. Neste período, três prefeitos foram nomeados pelo chefe do Executivo Estadual, enquanto apenas um chegou a ser eleito nas urnas pela população. Apesar disso, as oportunidades de trabalho não faltavam.

 

 

Nesse período, o primeiro a ser conduzido ao cargo foi Eliseu Celestino (1964 – 1965). Ainda em 65, Manoel Acácio Leite assumiu o posto e conduziu a prefeitura até 1969. O último a ser nomeado nesse período foi o prefeito Reinado Barros. Sua gestão também durou quatro anos (1969 – 1973). A exceção ficou por conta do mandato de Manoel G. da Silva – o Nequinho –, que comandou o município por escolha do povo, graças ao poder do voto, durante o período de 1973 a 1977.

 

 

A definição desse último governante através das eleições revelou um cenário mais favorável politicamente na cidade. Apesar disso, o candidato vencedor, vinculado ao partido Arena (Aliança Renovadora Nacional), era ligado à família Lundgren (proprietários do Grupo Companhia Tecidos Paulista – CTP –, maior empregador da época) e fazia parte do segmento de situação ao governo. No entanto, Nequinho adotou o estilo populista de gerir a prefeitura, se diferenciando dos antecessores.

 

 

 

Na economia local, o período da Ditadura foi “amenizado” com a oferta de empregos por parte da CTP. Na época, carros de som anunciavam as vagas ao público diariamente. Só para a função de vigilante, por exemplo, mais de cinco mil (5 mil) postos de trabalho foram abertos pela empresa do ramo têxtil. Os seus funcionários, inclusive, ganhavam casas temporariamente pelo período do contrato empregatício. Tudo isso tirou o foco da instabilidade política instalada no País e proporcionou, de certa forma, mais tranquilidade a população da cidade.

Imagens:

Arquivos:

  • Nenhum documento anexado.

COPYRIGHT © 2014 PREFEITURA DA CIDADE DO PAULISTA | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

PRAÇA AGAMENON MAGALHÃES, S/N — CENTRO, PAULISTA — CEP: 53401-441